Brinquedo de parque de diversões parte ao meio e fere 10 no PR

Um adolescente de 15 anos está internado em estado grave.
Brinquedo ‘kamikaze’ chega a deixar pessoas de cabeça para baixo.

Ao menos 10 pessoas ficaram feridas num parque de diversões em Castro, a 120 km de Curitiba, no Paraná, após um brinquedo chamado “kamikaze” partir ao meio e despencar. Segundo a unidade da Polícia Militar (PM) da cidade, um adolescente de 15 anos está em estado grave.

O acidente ocorreu neste domingo (22) por volta de 15h50, no Parque Lacustre, durante festa de 305 anos de Castro.

Os feridos foram encaminhados para o hospital Ana Fiorillo Menarim, em Castro. Nove pessoas – a maior parte adolescente - foram medicadas e liberadas. Porém um jovem de 15 anos foi transferido para o Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, onde permanecia internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até o início da madrugada desta segunda-feira (23).

O brinquedo, que faz giros de até 360 graus, chega a deixar as pessoas de cabeça para baixo no auge de seu movimento.

O parque foi interditado pela PM e passará por uma vistoria por especialistas da Polícia Civil. O proprietário do brinquedo disse à PM que ele mesmo era o responsável pela manutenção do equipamento que tinha menos de um ano de uso.

1 comentários:

  1. Vera disse...:

    Esse acidente chocou-nos terrivelmente. Estamos sofrendo a dor de ver um adolescente sofrer tal trauma ao procurar uma emoção natural e que deveria ser inocente...brincar no parque em companhia de amigos, experimentar a adrenalina de um brinquedo mais emocionante.
    Mas a irresponsabilidade de promotores do evento foi a principal causa desse acidente. Ontem, 23/03/2009, conversei com um colega bombeiro, e o mesmo me falou que não houve solicitação de vistoria na corporação para esse evento e que, segundo ele soube, a PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTRO assumiu a responsabilidade de permitir o funcionamento do mesmo. E agora.... como fica a situação do adolescente e da sua familia ??? Quem responderá por isso? Como pode acontecer que orgãos públicos ajam dessa forma com relação ao povo??? Ou pensaram que nada aconteceria , confiando na sorte???
    Peço a Deus que o adolescente se recupere, sem sequelas. E que nossas autoridades , responsaveis pelo bem estar do povo, seja mais cuidadosa em suas decisões.
    Obrigada.
    Vera.